Mercado

Programa ZDHC promete revolucionar setor calçadista e têxtil

 

O objetivo é reduzir a 0% o descarte de produtos químicos. Entenda o porquê.

O programa ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals) ou Descarte Zero de Produtos Químicos visa unir esforços na eliminação de itens químicos de suprimentos de calçados e artigos têxteis. Trata-se de uma iniciativa que começou em 2011 e hoje tem a colaboração de 29 marcas signatárias, 86 afiliadas da cadeia de valor e associados. 

Em uma indústria que consome anualmente 25% de todos os químicos produzidos no mundo, a intenção é chegar a 0% os produtos químicos perigosos que causam algum dano ao ser humano e/ou meio ambiente. Entre eles, os Nonilfenóis (usados no processo de lavagem das peças), Compostos Organoestânicos (usados na etapa de tingimento da peça) e Ftalatos (adicionados para atribuir a plasticidade às estampas para evitar que rachem com o uso). O objetivo é que todas as indústrias do ramo se adaptem aos padrões do programa, até 2020.

Em suas publicações, o ZDHC distingue sete fluxos de trabalho. O primeiro deles trata da "Avaliação dos perigos dos químicos", sobre priorização de produtos químicos na moda que são prejudiciais e as medidas necessárias, tanto para as fases de produção e as fases da cadeia de criação de valor de têxteis.

Os outros fluxos de trabalho são: "Treinamento", "Direito de saber", "Avaliações e Auditorias", "Abordagem de Sistemas de Gestão", "Atores Interessados em Parcerias" e "Melhores Práticas de Projetos-piloto" na gestão de produtos químicos.

 

Leia também: Startup paranaense cria esterilizador de calçados com lâmpadas UVC

Leia também: Tênis sustentável curitibano ganha maior prêmio nacional de design de calçados

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais