Varejo

Com tecnologias estratégicas, varejo venderá mais na Black Friday 2019

Pesquisa mostra que a união dos meios on-line e off-line amplia as vendas em até 40%.

 

Há poucas semanas da Black Friday, lojistas de todo Brasil preparam suas estratégias para a data que já se tornou uma das mais aguardadas pelos consumidores. Segundo pesquisa de mercado da GFK Brazil, esse ano, as vendas devem crescer 4% sobre o mesmo período de 2018.

Se a Black Friday já caiu no gosto do brasileiro, o jeito como ele compra também está se transformando. Agora, o consumidor que vive conectado utiliza os meios on-line e off-line para fazer suas pesquisas e aquisições. A junção dos termos físico e digital criou a denominação Figital.

“Essa mudança de hábito mostra que precisamos integrar os ambientes on-line e físico para atender às diferentes motivações de uma jornada de compra cada vez mais Figital”, ressalta a especialista em varejo Fabíola Paes, co-fundadora da Neomode – empresa que desenvolve plataforma omnichannel para o varejo.

Com tantas mudanças em andamento, os comerciantes devem ficar atentos para aproveitar corretamente as datas especiais e turbinar seus negócios. Mais do que planejar o estoque, a equipe de vendas e as entregas, agora é necessário pensar em estratégias e saber como “juntar” os pontos de vendas físicos com os meios on-line em apenas um único lugar.

Outra pesquisa do IDC Retail Insights – que traz a experiência mundial do cliente no varejo e estratégias de mercado – aponta que os consumidores omnichannel gastam até 40% a mais e são mais engajados com a marca, do que as pessoas que fazem a compra em apenas um canal.

Entre as novidades que chegam frequentemente ao mercado, uma conveniência tem crescido tanto no Brasil quanto em outros países: a opção Clique & Retire. Essa modalidade permite ao comprador fazer as aquisições on-line e retirar seu produto na loja física mais próxima em 5 minutos, sem filas, sem custos de frete e sem longo tempo de espera.

“O investimento em inovação também permite análises de comportamento do consumidor e planejamentos mais assertivos em cada época do ano. Com isso, o lojista oferece o produto certo, nos meios adequados e com atrativos para facilitar a vida de quem compra”, destaca Fabíola Paes.

 

Leia também: Black Friday: site divulga resultados de hora em hora

 

Leia também: 3 dicas infalíveis para se dar bem na Black Friday

 

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais