Notícias


Publicado em:
14
7/2017

Dia do Comerciante é marcado por otimismo e expectativa de crescimento

Segundo a FecomercioSP, varejo e atacado paulista empregam, juntos, mais de 2,5 milhões de pessoas, e enxergam horizonte mais animador do que no ano passado



Metatags:

Comemorado em 16 de julho, o Dia do Comerciante deste ano tem o otimismo como o principal sentimento cultivado por varejistas e atacadistas paulistas, que vivem a expectativa pela retomada das vendas e das contratações de novos funcionários.

Segundo dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o comércio varejista paulista faturou R$ 590,8 bilhões em 2016, praticamente estável (0,1%) em relação a 2015. Essa estabilidade veio após um período de dois anos de quedas consecutivas nas vendas do setor, que acumulou perdas de 2,8% e 6,3% em 2014 e 2015, respectivamente, segundo dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV).

Para 2017, a Federação projeta uma alta real de 5% no faturamento do varejo paulista. A entidade afirma, porém, que os desdobramentos da crise política ao longo dos próximos meses serão decisivos para a consolidação dessa estimativa.

Ainda assim, a expectativa é mais positiva do que no mesmo período do ano passado. Diante da queda nas vendas, o ajuste no quadro de funcionários foi inevitável, e o comércio varejista eliminou pouco mais de 107 mil empregos com carteira assinada em 2015 e 2016.

Com a recuperação já observada das vendas neste começo de ano, o mercado de trabalho também deve reagir. Em abril, o setor abriu 1.570 vagas no Estado e encerrou o mês com 2.054.084 trabalhadores formais, sendo a maioria deles alocada nos setores de supermercados (31,4%); outras atividades (16,2%); e lojas de vestuário, tecidos e calçados (12,5%).

O impulso que a recuperação do varejo de São Paulo deve dar para a economia nacional é grande e, somado à retomada do setor atacadista paulista, pode ser decisivo para decretar o fim do pior período de recessão da história brasileira. Os dois setores empregam, juntos, mais de 2,5 milhões de pessoas com carteira assinada no Estado de São Paulo.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Vendas no varejo avançam 0,5% em setembro e 3,9% no acumulado de 12 meses

Vestuários e calçados tiveram crescimento de 1,8% no mês
Leia Mais

A importância do Visual Merchandising para as lojas

Para especialista, empresas que mais fazem sucesso são aquelas que pensam na experiência do cliente.
Leia Mais

Faturamento do comércio eletrônico paulista cresce 3,6% no segundo trimestre

Segundo pesquisa realizada pela FecomercioSP em parceria com a Ebit/Nielsen, vendas atingiram R$ 4,07 bilhões.
Leia Mais