Notícias


Publicado em:
11
7/2017

Francal gera bons resultados para calçadistas de Birigui

Quem visitou o estande coletivo de Birigui também pôde saber mais sobre o Sinbishop, projeto inovador que reúne várias marcas de calçados do polo calçadista em um único site.



Metatags:

Na Francal 2017, Birigui foi representada por 18 empresas, sendo que 10 estiveram no estande coletivo apoiado pelo Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi) e Prefeitura de Birigui, oito em estandes individuais.
Para o empresário Francisco Carlos Rodrigues da Silva, da marca Hanna Carmela, que participou pela primeira vez, o resultado surpreendeu. “Foi uma experiência muito positiva, a estratégia que adotamos foi de compartilhar a ideia da feira com os representantes. Aqueles que trabalham em regiões mais próximas de São Paulo contataram seus clientes, que gostam mais de negociar em feiras e foi muito bom”, disse o empresário.

“A visibilidade que a feira proporciona é extremamente importante para as marcas de Birigui e isso gerará negócios nos próximos dias e até meses. Claro que gostaríamos de ter mais visitantes, mas isso não tira o brilho da Francal, creio que podemos construir números importantes para gerar e manter os empregos, com o trabalho da força de vendas, iniciado no evento”, disse o presidente do Sinbi, Carlos Mestriner.

Na feira também aconteceu o lançamento do 15ª Projeto Comprador de Birigui. Na edição de 2018, a principal novidade será o novo local de realização, o Sinbi realizará o evento no Hotel Ibis de Birigui e contará com a participação de empresas fabricantes de calçados femininos do polo de Jaú. O objetivo da mudança é proporcionar mais comodidade aos participantes e possibilitar o aumento de participante.

Quem visitou o estande coletivo de Birigui também pôde saber mais sobre o Sinbishop, projeto inovador, que reúne várias marcas de calçados do polo calçadista de Birigui em um único site. Os lojistas acessam a plataforma e compram sem ter que cumprir mínimo de compra e podem pagar no cartão de crédito, além de negociar na forma de pagamento já tradicional no segmento, via boleto.

Fonte: Assessoria Sinbi / Primeira Página


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Shopper Bag é a nova opção das fashion girls

Funcional, bolsa gigante também é sinônimo de moda.
Leia Mais