Notícias


Publicado em:
6
7/2017

Estande Coletivo do RS totaliza 7,9 milhões em vendas durante a Francal

Neste ano, 42 micro e pequenas empresas apresentaram suas coleções na feira.



Metatags:

O estande coletivo do Rio Grande do Sul recebeu 2.543 compradores nos quatro dias da realização da Francal. O Projeto, realizado através da parceria entre a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV), a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE/RS), reuniu, neste ano, 42 micro e pequenas empresas do setor coureiro-calçadista e obteve um resultado em negócios no valor de R$ 7.941.6453,40, totalizando 169.458 pares de calçados ou artefatos comercializados.

Pela primeira vez, a Francal aconteceu no Expo Center Norte, em São Paulo, o que foi uma novidade para os expositores do coletivo gaúcho. Outra novidade, neste ano, foi o retorno das empresas de Novo Hamburgo para o coletivo do RS. Além do município hamburguense, também apoiaram o projeto as prefeituras de Campo Bom e Sapiranga.
O diretor de Relações Institucionais da ACI, Marco Aurélio Kirsch, ressalta a importância desse retorno das empresas hamburguenses para o estande, após oito anos. “Isto é resultado de um esforço conjunto. É trabalhando em parceria que a gente cresce, que trazemos resultados para toda a região. Nos orgulha esta ação conjunta, já traduzida em muito retorno durante a feira, com resultados positivos”, destaca Kirsch.

“Todos estavam animados com este novo modelo de participação, pois era uma vontade dos expositores. Somente na Francal, a economia comprovada foi de R$ 174 mil em comparação com o uso de um estande individual do município. Além disso, estar alinhado ao espaço do Rio Grande do Sul representa mais força do setor, mais oportunidades de venda. Trabalhamos com economia e eficiência, mostrando o potencial do nosso calçado para o Brasil e para o mundo”, ressalta a prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt, que visitou todos os expositores locais, conhecendo seus produtos e conversando sobre os benefícios do retorno para o estande coletivo do RS.

A secretária de Desenvolvimento Econômico de Novo Hamburgo, Paraskevi Bessa-Rodrigues, também acompanhou de perto o primeiro dia da Francal e reforçou a importância da participação junto ao Governo do Estado, SEBRAE/RS e ACI. “Inserir Novo Hamburgo novamente no estande coletivo representou maior visibilidade para os nossos expositores, que tiveram um ótimo espaço para a apresentação de seus produtos. Além disso, as empresas contaram com um acompanhamento do ponto de vista da gestão, através da parceria com o Sebrae, sem falar na otimização dos recursos financeiros por parte da Prefeitura”, assinalou a secretária.

O gerente Regional do Sebrae/RS, Marco Copetti, enfatizou o trabalho de treinamento realizado com as empresas participantes do coletivo. "Todas as empresas foram capacitadas e treinadas para oferecer produtos de qualidade, de conceito, de design de moda. Todas as empresas aqui presentes são legais, com os impostos em dia, não se trabalhando com pirataria, mantendo a qualidade dos produtos do Rio Grande do Sul", acrescentou.

Já a diretora na Secretaria de Desenvolvimento no Governo do Estado do RS, Sandra Schafer, ressaltou os 18 anos do estande gaúcho. "É um projeto que iniciou pequeno e tímido. Ao longo dos anos tivemos uma efetividade tão grande que se consolidou e hoje não é um estande somente dos parceiros que iniciaram o projeto, mas une forças com os municípios que agora apoiam esta ação".

Estiveram presentes no Estande Coletivo do RS as empresas: Amoreco e Ararajuba, Ana Boss, Ana Flex, Ana Vitória, Belmon, Bem Amada, Bolsas Cordi, Brenners / A3, Brunelly Bolsas, Calçados Ana Luana, Camilo Calçados, Catri Bolsas, DI Marly’s, Dina Mirtz, Drizza, Esho Colletion, Estilo Exclusivo, Georgia Guedes, Guns - Menta e Hortelã, Hot Feet, Infinitus, Karina Bertoluci, KLB, Laroma Calçados, Moeller Calçados, Moroni, Mr. Silver, Patrícia Maranhão, Pelli Brasil, Primma Scarpa, Rio de Luz, Rosella Boutique, Santos e Saltos, Spoon Kids, Tricouro, Valeiko, Via Alvo, Viavivi, Villa Rosa, Viva Bella, W Brasil e Wiva Bordados.

Fonte: Assessoria ACI-NH/CB/EV


Últimas notícias

Smartphone é principal ferramenta de compra online para 33% dos internautas

Estudo do SPC Brasil e CNDL aponta também que 74% dos internautas usam celular em ao menos uma etapa de compra online
Leia Mais

Desafios e oportunidades da transformação digital

No Happy Hour com Tecnologia do IBTeC, especialista apontará caminhos para a conexão na indústria calçadista
Leia Mais

Grupo norte-americano de e-commerce vem ao Brasil em busca de calçados femininos

Iniciativa do Brazilian Footwear prevê visitas a fábricas e showrooms nas regiões gaúchas do Vale do Sinos e Vale do Paranhana, os dois principais polos de calçados do Brasil.
Leia Mais