Notícias


Publicado em:
3
7/2017

Números da indústria calçadista apontam para uma leve recuperação mundial

Balanço do setor, durante coletiva da Abicalçados, mostra que as exportações brasileiras de calçados passaram de US$ 440 milhões no ano. Nosso consumo per capita chega a 4 pares.



Metatags:

O encontro reuniu Heitor Klein, presidente-executivo da Abicalçados; Abdala Jamil Abdala e Marcone Tavares, respectivamente presidentes da Francal Feiras e da Ablac; e do deputado Renato Mori, da frente parlamentar em defesa do calçado nacional.

De acordo com o presidente da Abicalçados, as exportações de calçados em maio surpreenderam positivamente. Chegaram a mais de 9,5 milhões de pares e a um faturamento de US$ 103 milhões, números superiores em volume (13,6%0 e em faturamento (44%) em relação a igual período de 2016.

O Brasil produziu 954 milhões de pares em um ano, sendo o Ceará o principal produtor, seguido da Paraíba, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. Entre os maiores consumidores de calçados do mundo estão os Estados Unidos (13,2%), China (16,7%), Índia (13,9%) e Brasil (4,6%).

Os maiores exportadores mundiais, segundo a Abicalçados, são a China (55,3%) e Índia (13,2%. O Brasil exporta principalmente para os Estados Unidos (22,2%), Argentina (11,2%) e França (5,6%), além de significativamente para Bolívia e Paraguai. “Exportamos para 150 países e nosso consumo per capita é de 4 pares/ano”, disse Klein. De acordo com o presidente da entidade, o setor vem buscando no desenvolvimento do design e na manufatura avançada compensar o fardo do custo Brasil, para tornar o calçado nacional mais competitivo.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Vendas no varejo avançam 0,5% em setembro e 3,9% no acumulado de 12 meses

Vestuários e calçados tiveram crescimento de 1,8% no mês
Leia Mais

A importância do Visual Merchandising para as lojas

Para especialista, empresas que mais fazem sucesso são aquelas que pensam na experiência do cliente.
Leia Mais

Faturamento do comércio eletrônico paulista cresce 3,6% no segundo trimestre

Segundo pesquisa realizada pela FecomercioSP em parceria com a Ebit/Nielsen, vendas atingiram R$ 4,07 bilhões.
Leia Mais